domingo, 17 de junho de 2012

Bons vídeos...

O fim de semana foi perfeito...

E, talvez pela semana ter sido de dia dos namorados... Talvez por três dias grudada com quem eu queria e por ter escutado coisas que me deixaram sorrindo para as paredes, estou mais boba que a normalidade... E olha que a bobeira já vive em mim em níveis alarmantes...

Em todo caso, o post é para indicar alguns vídeos... O primeiro é um da Coca-Cola...


Os demais, estão no link da Época.. Vá lá... Tire alguns minutos do seu dia para sorrir bobamente para as paredes...

http://colunas.revistaepoca.globo.com/bombounaweb/2012/06/12/videos-5-pedidos-de-casamento-inusitados-2/


sexta-feira, 15 de junho de 2012

Marreco's

Bom dia, meu povo...

Hoje é para dar uma dica! Nada de livros, mas de rock! =)

Hoje e amanhã é dia de Marreco's!!!! Esse será o quinto (ou sexto) ano que eu vou! E depois do primeiro, nunca mais faltei! 

Para quem nunca foi... Aproveite! Dizem que este é o último! Para quem já foi... Aproveite! Dizem que esse é o último! 

Nos vemos lá!

terça-feira, 12 de junho de 2012

Post dia dos namorados 5:


Ter ou não ter namorado – Artur da Tavóla

Quem não tem namorado é alguém que tirou férias não remuneradas de si mesmo.
Namorado é a mais difícil das conquistas.

Difícil porque namorado de verdade é muito raro. Necessita de adivinhação, de pele, saliva, lágrima, nuvem, quindim, brisa ou filosofia. Paquera, gabiru, flerte, caso, transa, envolvimento, até paixão, é fácil.

Mas namorado, mesmo, é muito difícil. Namorado não precisa ser o mais bonito, mas ser aquele a quem se quer proteger e quando se chega ao lado dele a gente treme, sua frio e quase desmaia pedindo proteção. A proteção não precisa ser parruda, decidida; ou bandoleira basta um olhar de compreensão ou mesmo de aflição.

Quem não tem namorado é quem não tem amor é quem não sabe o gosto de namorar. Há quem não sabe o gosto de namorar. Se você tem três pretendentes, dois paqueras, um envolvimento e dois amantes; mesmo assim pode não ter nenhum namorado.

Não tem namorado quem não sabe o gosto de chuva, cinema sessão das duas, medo do pai, sanduíche de padaria ou drible no trabalho.

Não tem namorado quem transa sem carinho, quem se acaricia sem vontade de virar sorvete ou lagartixa e quem ama sem alegria.

Não tem namorado quem faz pacto de amor apenas com a infelicidade. Namorar é fazer pactos com a felicidade ainda que rápida, escondida, fugidia ou impossível de durar.

Não tem namorado quem não sabe o valor de mãos dadas; de carinho escondido na hora em que passa o filme; de flor catada no muro e entregue de repente; de poesia de Fernando Pessoa, Vinícius de Moraes ou Chico Buarque lida bem devagar; de gargalhada quando fala junto ou descobre meia rasgada; de ânsia enorme de viajar junto para a Escócia ou mesmo de metrô, bonde, nuvem, cavalo alado, tapete mágico ou foguete interplanetário.

Não tem namorado quem não gosta de dormir agarrado, de fazer cesta abraçado, fazer compra junto.

Não tem namorado quem não gosta de falar do próprio amor, nem de ficar horas e horas olhando o mistério do outro dentro dos olhos dele, abobalhados de alegria pela lucidez do amor.

Não tem namorado quem não redescobre a criança própria e a do amado e sai com ela para parques, fliperamas, beira – d’água, show do Milton Nascimento, bosques enluarados, ruas de sonhos ou musical da Metro.

Não tem namorado quem não tem música secreta com ele, quem não dedica livros, quem não recorta artigos; quem gosta sem curtir; quem curte sem aprofundar.

Não tem namorado quem nunca sentiu o gosto de ser lembrado de repente no fim de semana, na madrugada, ou meio-dia do dia de sol em plena praia cheia de rivais.

Não tem namorado quem ama sem se dedicar; quem namora sem brincar; quem vive cheio de obrigações; quem faz sexo sem esperar o outro ir junto com ele.
Não tem namorado quem confunde solidão com ficar sozinho e em paz.
Não tem namorado quem não fala sozinho, não ri de si mesmo e quem tem medo de ser afetivo.

Se você não tem namorado porque não descobriu que o amor é alegre e você vive pesando duzentos quilos de grilos e medos, ponha a saia mais leve, aquela de chita e passeie de mãos dadas com o ar. Enfeite-se com margaridas e ternuras e escove a alma com leves fricções de esperança. De alma escovada e coração estouvado, saia do quintal de si mesmo e descubra o próprio jardim.

Acorde com gosto de caqui e sorria lírios para quem passe debaixo de sua janela. Ponha intenções de quermesse em seus olhos e beba licor de contos de fada. Ande como se o chão estivesse repleto de sons de flauta e do céu descesse uma névoa de borboletas, cada qual trazendo uma pérola falante a dizer frases sutis e palavras de galanteria.

Se você não tem namorado é porque ainda não enlouqueceu aquele pouquinho necessário a fazer a vida parar e de repente parecer que faz sentido. ENLOU-CRESÇA.

Post dia dos namorados 4:


Quem namora – Artur da Tavóla

Quem namora agrada a Deus.

Namorar é a forma bonita de viver um amor.

Não namora quem cobra nem quem desconfia.

Namora, quem lê nos olhos e sente no coração as vontades saborosas do outro.

Namora, quem se embeleza em estado de amor. A pele melhor, o olhar com brilho de manhã.

Namora, quem suspira, quem não sabe esperar mas espera, quem se sacode com taquicardia e timidez diante da paixão.

Namora, quem ri por bobagem, quem entra em estado de música da Metro, quem sente frios e calores nas horas menos recomendáveis.

Não namora quem ofende, quem transforma a relação num inferno ainda que por amor. Amor às vezes entorta, sabia ? e quando acontece, o feito pra bom se faz ruim.

Não namora quem só fala em si e deseja a parceira apenas para a glória do próprio eu.

Não namora quem busca a compreensão para a sua parte ruim. A invejosa não namora. Tampouco a violenta !

Namorados que se prezam têm a sua música. E não temem se derreter quando ela toca. Ou, se o namoro acabou, nunca mais dela se esquecem.

Namorados que se prezam gostam de beijo, suspiro, morderem o mesmo pastel, dividir a empada, beber no mesmo copo. Apreciam ternurinhas que matam de vergonha fora do namoro ou lhes parecem ridículos nos outros.

Por falar em beijo, só namora quem beija de mil maneiras e sabe cada pedaço e gostinho da boca amada. Beijo de roçar, beijo fundo, inteirão, os molhados, os de língua, beijo na testa, no seio, na penugem, beijo livre como o pensamento, beijo na hora certa e no lugar desejado. Sem medo nem preconceito. Beijo na face, na nuca e aquele especial atrás da orelha no lugar que só ele ou ela conhece.

Namora, quem começa a ver muito mais no mesmo que sempre viu e jamais reparou. Flores, árvores, a santidade, o perdão. Deus, tudo fica mais fácil para quem de verdade sabe o que é namorar. Por isso só namora quem se descobre dono de um lindo amor, tecido do melhor de si e do outro.

Só namora quem não precisa explicar, quem já começa a falar pelo fim, quem consegue manifestar com clareza e facilidade tudo o que fora do namoro é complicado.

Namora quem diz “Precisamos conversar”; e quem é capaz de perder tempo, muito tempo, com a mais útil das inutilidades e pensar no ser amado, degustar cada momento vivido e recordar palavras, fotos e carícias com uma vontade doida de estourar o tempo e embebedar-se de flores astrais.

Namora, quem fala da infância e da fazenda das férias, quem aguarda, com aflição, o telefone tocar e dá um salto para atendê-lo antes mesmo do primeiro trim.

Namora quem namora, quem à toa chora, quem rememora, quem comemora datas que o outro esqueceu.

Namora quem é bom, quem gosta da vida, de nuvem, de rio gelado e parque de diversões.

Namora, quem sonha, quem teima, quem vive morrendo de amor e quem morre vivendo de amar.


E voltando à programação normal!!!!!!




Livro 19: Zonas Úmidas - Charlotte Roche

Dados técnicos:
Editora: Objetiva
Edição 2009
206 páginas
Preço: Pelo Buscapé, vi que a faixa do livro está entre R$ 24,00 e R$ 36,00.

Então... Ganhei o livro no meu aniversário de um casal de amigos... O livro veio lacrado como proibido para menores de 18 anos.

Bom, lá fui eu ler, até porque já passei, e muito, dos 18...

Sério... A leitura foi tensa. Ao menos para mim. Eu nem me considero uma pessoa muito pudica, mas algumas partes foram chocantes. Mesmo! Sim, eu fiquei chocada, e até meio enojada em algumas partes

E valeu a pena a leitura? Com certeza! Até pelo fato de conhecer novos estilos e novos autores. E com certeza existe a curiosidade por um livro lacrado. A pergunta é sempre, o que será que tem de tão chocante? Bem, eu matei minha curiosidade!



Livro 20: Não conte a ninguém – Harkan Cobven

Dados técnicos:
Editora: Sextante
Edição 2009
256 páginas
Preço: Pelo Buscapé, vi que a faixa do livro está entre R$ 14,00 e R$ 29,00.

Adorei o livro.

Já havia lido “Quando ela se foi” do mesmo autor. E em ambos a história é um misto de suspense e romance. Vale para fugir dos romances açucarados de sempre. Gostei ainda mais deste do que do anterior. E já estou no terceiro do autor. Vamos torcer para que a escalada da qualidade dos livros (na minha muito modesta opinião) continue.


Livro 21: Flores da minha alma – Celeste Aída de Assis Foureaux

Primeira vez que comentarei aqui um livro de alguém próximo a mim. Não conheço a autora, mas conheço o filho. Ou seja, olha a responsabilidade...

Ainda bem que nem vou precisar me esforçar para falar bem. São poesias sobre a vida cotidiana. Os poemas têm um sabor de casa de vó, de coisa conhecida... Despertam certo saudosismo na gente... Algo como o que eu sinto quando escuto sinos de igreja... Um saudosismo bom de algo que eu não sei precisar... Mas fica aquela sensação de saudade no coração...

Para finalizar, eu, que não escrevo, somente leio, fico espantada quando alguém tão próximo escreve e escreve bem.


Ainda de livros:

Vale mesmo a pena dar uma olhada!

Dia dos namorados²


Ainda sem entrar no principal do site que são os livros...

Sobre o dia dos namorados... Eu sei que é uma data comercial, criada para aquecer a economia entre o dia das mães e o dia dos pais. Mas eu não me importo. Adoro datas comemorativas. Sem, é claro, tirar o prazer todo especial daquela boa surpresa inesperada.

Meu texto será curtinho... Mas lembrem-se de namorar... Com você mesmo, com a vida, com seus amigos, familiares, animais de estimação, com sua casa, com os livros... Apaixonem-se todos os dias por estarem vivos!

E vivam o hoje... Eu, que sou muito ansiosa, sei o quanto isso é difícil. Mas tentem... Eu tento todos os dias!

Abraços e beijos em todos... E um feliz dia dos namorados!


Fabi

Ps: Para tirar o atraso e as teias de aranha, hoje serão 05 posts! Boa sorte e paciência para os que decidirem ler tudo!

Ps2: Os dois últimos textos que postarei rodam muito a internet sendo atribuídos a outros escritores... Atenção: ambos são de Artur da Tavóla! Vale visitar http://www.jornaldepoesia.jor.br/autoria.html!

Dia dos namorados

Só para desejar um feliz dias dos namorados para o Marcelo.
S2

domingo, 10 de junho de 2012

Sem post

Eu sei que prometi um post sobre os livros que ando lendo para hoje...

Mas não tive tempo! Estava ocupada tendo um fim de semana perfeito!

Mas amanhã, eu prometo!