quinta-feira, 5 de maio de 2011

Livros lidos em 2011

Continuando...


Livro 08: A batalha do Apocalipse – Eduardo Sphor
Gostei realmente do livro. Ainda mais pelo autor ser brasileiro. Fiquei um pouco desapontada com o final, mas nada que possa acabar com o prazer do livro. E não é, de nenhum modo, um dos livros que seguem a moda adolescente de livros inspirados em seres míticos. Não tenho problema algum, mas sei que tem muita gente que sente certo preconceito. Vale, com certeza, a leitura.

Livro 09: Como enlouquecer sua sogra – Andrey do Amaral
Um amigo me deu a lista de livros que ele tem em casa, e eu estava procurando um livro mais leve e que me fizesse rir. Obviamente que eu não quero enlouquecer minha sogra, quero deixar isso bem claro aqui.

Inclusive pedi ‘Como trabalhar para um idiota’ e meu chefe não é um idiota... Até porque ele é o amigo que vai me emprestar os livros!!!

Mas voltando ao livro... Posso dizer que eu detestei? O livro não é nada engraçado. Só é preconceituoso e totalmente desnecessário.

Livro 10: O Amante da virgem – Philippa Gregory
Eu adoro os livros da Philippa Gregory. Acho-a uma ótima autora e seus livros sempre me prendem do início ao final. Claro que eu sei existirem “liberdades literárias” tomadas pela autora, mas não acho que o livro perde sua graça desde que lido como uma história romanceada e não como fato histórico.

São essas histórias romanceadas de fatos históricos que constituem meus preferidos. Por isso gosto tanto de Bernard Cornwell (hoje, um dos meus autores preferidos).

A história nos apresenta uma rainha Elizabeth bem diferente do que estamos habituados a ver. Mais frágil, apaixonada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário